Suspeitos de sequestrar e assassinar pecuarista são presos

Da Redação

Dois suspeitos de sequestrar e assassinar um pecuarista brasileiro na fronteira entre o Brasil e o Paraguai foram presos na manhã de hoje. Vanderley Rodríguez López e Ramón Elvio Báez Miranda estavam na cidade de Capitan Bado, no Paraguai. Eles são suspeitos de assassinar Dilson Bello dos Santos, durante sequestro que também envolveu a esposa, o filho e um funcionário da fazenda do pecuarista.

Local onde um dos suspeitos foi preso – Foto: ABC COLLOR.

Segundo o jornal ABC Color, por volta das 6h20, uma equipe de investigadores invadiu uma casa localizada na rua Argentina Corner Star, onde encontraram Vanderley. No imóvel, foram apreendidos cerca de 200 quilos de maconha, uma pistola com dois pacotes cheios de projéteis, 15 milhões de guaranis, R$ 5 mil, uma balança digital e três telefones celulares.
Em seguida, os agentes encontraram Ramón. Com ele foram encontrados uma espingarda calibre 12 com nove cartuchos, um revólver calibre 44 e cinco munições, além de quatro telefones celulares.

SEQUESTRO
A família foi sequestrada por volta das 5h30 de sexta-feira (26). Os criminosos teriam colocado as vítimas dentro do veículo da propriedade e depois de dirigir por cinco quilômetros ao sul de Capitan Bado, entraram em uma região montanhosa, onde montaram um cativeiro. Por volta das 12h, od sequetradores libertaram o filho do casal para buscar dinheiro de resgate, que inicialmente seria de 300.000 dólares.

Após as negociações, que foram feitas a partir do celular da mãe do rapaz, os sequestradores teriam baixado o pedido para 20 mil dólares. Desesperado, o jovem caminhou por vários quilômetros para chegar a sua propriedade e foi a até a cidade de Coronel Sapucaia, fronteira com Paraguai, onde pegou dinheiro emprestado de parentes. Ele teria acionado a polícia paraguaia.

Os agentes, então, encaminharam um helicóptero para a área do cativeiro, que sobrevoou bem perto do acampamento improvisado pelos sequestradores. Com a dispersão dos criminosos, a mulher e o capataz conseguiram fugir, mas viram o momento em que um dos bandidos executou o pecuarista.

Comentários