Suspeito de matar travesti é identificado pela polícia

A Polícia Civil de Maringá conseguiu chegar até a residência de Jeferson Jonatan Pires, de 32 anos, vulgo “Pico”, no Jardim Novo Independência, em Sarandi. Ele é apontado como assassino da travesti campo-grandense Thiemy Oliveira, cujo nome de registro é Cleidson João dos Santos, de 24 anos e de Roberto Aparecido de Souza, 41 anos, ambos a facadas, no centro de Maringá. O suspeito está foragido. Os casos são tratados como latrocínio – roubo seguido de morte.

Thiemy Oliveira estava em Maringá há cerca de seis meses (Foto: Reprodução/Facebook)
Thiemy Oliveira estava em Maringá há cerca de seis meses (Foto: Reprodução/Facebook)

Jeferson foi reconhecido por familiares que assistiram as imagens de câmeras de vídeo, nas quais ele aparece esfaqueando Roberto e Thiemy. O suspeito já tem passagens pela polícia e é viciado em crack, segundo o site.

As imagens mostram Jeferson descendo de um veículo Monza e atacando Roberto, na Avenida Brasil. Quinze minutos depois, Jeferson agiu novamente matando a travesti Thiemy Oliveira, também por esfaqueamento, na Avenida Colombo.

Em ambos casos, o criminoso teria roubado telefones celulares. Após o latrocínio, ele fugiu do local em um veículo onde estariam outros dois homens, também suspeitos de co-participação nos crimes. A travesti campo-grandense estava morando em Maringá há seis meses. (As informações são do site André Almara)

Comentários

comentários