Suspeito de jogar gasolina e atear fogo na esposa confessa ação e disse que estava bêbado e drogado

Silvio Mori

Gilson vai responder por tentativa de feminicídio (Foto: Reprodução)

Gilson Ferreira da Silva, de 39 anos, foi apresentado na tarde desta quarta-feira (13), na Delegacia da Mulher. Ele confessou que jogou gasolina e ateou fogo em sua esposa, Adriele de Fátima da Silva, de 27 anos, internada em estado grave na Santa Casa de Campo Grande.

Em sua versão, Gilson disse que no dia do ocorrido, o casal bebia e usava drogas, quando o entorpecente acabou e a vítima querendo mais, sugeriu que vendesse coisas de casa, iniciando uma discussão.

O autor alega que não lembra como tudo aconteceu e nega que tenha ateado fogo enquanto a esposa dormia. O relato não covenceu a delegada Ariene Nazareth, que considera a versão de que a mulher estava dormindo quando Gilson praticou a ação.

Gilson disse que está arrependido e que ama a esposa. “Eu amo ela, é minha mulher”, disse.

Adriele continua internada em estado grave na Santa Casa, ela teve 25% do corpo queimado, principalmente a parte do rosto.

O irmão da vítima, Maicon Soares Silva, acredita que o crime possa ter sido premeditado.

“Ele disse que teve um surto por causa das drogas. Como que no surto ele vai esperar a pessoa dormir? Acho que foi premeditado”, declarou.

Gilson que está com prisão preventiva vai responder por tentativa de feminicídio e pode ter a pena agravada por pratica de crime por motivo fútil e por impossibilitar a vítima de defesa.

Comentários

comentários