Suspeito de chacina em bordel diz que ‘agiu pela emoção’

De acordo com a Polícia Civil, o atirador se entregou por volta das 14h de ontem (22) e estava acompanhado de um advogado (Foto: Reginaldo Coelho/Rádio 101 FM/Via G1)

O cabeleireiro William Roberto Ferreira Costa, de 27 anos, suspeito da chacina que deixou seis mortos em um bordel em Jaboticabal (SP), admitiu nesta quinta-feira (22) que atirou nas vítimas, mas alegou que agiu tomado pela emoção, após desarmar um homem que havia sacado uma arma contra ele.

Costa disse também que não tinha a intenção de matar ninguém. Ele foi preso após se entregar à polícia. De acordo com o delegado Wanderley Santos, testemunhas afirmaram que ele se irritou após ser rejeitado por uma garota de programa que já estava acompanhada, e deu início ao tiroteio. (G1)

 

Comentários