Suspeito de atropelar e matar mulher morre no hospital seis dias após o acidente

Adriano Theodoro da Silva, 37, o ‘Sequinho’, morador na Aldeia Jaguapiru, morreu na manhã de sexta-feira (12) no Hospital da Vida em Dourados. Ele estava internado no local há seis dias e segundo a polícia, pode ser o condutor da motocicleta que atropelou a indígena Celina Vasques Garcia, 45, no dia 6 de agosto.

De acordo com as informações do registro de ocorrência, na datado fato ele trafegava pela MS-156 e próximo ao trevo de acesso à Perimetral Norte, acabou atingindo a vítima que caminhava pela via.

Ambos foram socorridos e encaminhados ao Hospital da Vida, porém, não resistiram aos ferimentos.

Celina acabou morrendo na quarta-feira (10) e ontem Adriano foi a óbito.

Comentários

comentários