Suposto grupo de assassinato a casal é preso na Fronteira

Quarteto se escondia na residência em que foram detidos (Foto: Porã News)

Os supostos pistoleiros envolvidos na morte do casal, Paulo Jaques e Milena Soares, foram presos em  Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, a 320 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o site Porã News, agentes da Divisão de Homicídios da Polícia Nacional de Assunção, apoiados pelos agentes de Pedro Juan Caballero, prenderam Gabriel Ferreira Santos, Leandro Lucas de Oliveira dos Santos, Janderson Luís Siqueira e Peterson Lucas Cacenote, que supostamente são autores do ataque a tiros contra o casal, no último dia 2.

O grupo foi preso em uma residência no bairro Caacupe, através do trabalho de inteligência dos agentes. O local seria refúgio dos bandidos, após cometerem o duplo homicídio na capital paraguaia.

Ainda conforme o site, armas, dinheiro, celulares  e dois veículos, foram apreendidos e encaminhados à sede do Ministério Publico. Os detidos foram levados à Seção de Investigação de Delitos da Polícia Nacional do Paraguai.

Execução

O casal brasileiro foi executado em Assunção, no Paraguai, na tarde de segunda-feira (2). Pablo Jaques Silveira, de 41 anos, e sua namorada, a estudante de medicina Milena Soares Bandeira, passaram o réveillon na capital paraguaia e passeavam pelo bairro Republicano, quando tiveram a caminhonete Hilux metralhada pelos ocupantes de outros dois veículos. Silveira foi atingido por 30 disparos e sua namorada, por um único tiro na cabeça. Uma irmã da jovem que estava no banco traseiro da caminhonete sobreviveu ao ataque.

Comentários