Stock Car pode limitar ultrapassagens na etapa do Velopark

Gazeta Esportiva.com

A festa das ultrapassagens na Stock Car pode estar com as horas contadas – pelo menos na etapa deste domingo (22), a terceira da temporada, no circuito gaúcho do Velopark. Na primeira sessão de treinos livres desta sexta-feira (20) no autódromo do pequeno município de Nova Santa Rita, a 25 quilômetros de Porto Alegre, os pilotos andaram com a carga do “push-to-pass” limitada a 80% da potência plena do motor contra os 100% que estavam em vigor até então. A aprovação da modificação, no entanto, ainda será discutida pela organização da categoria e a decisão informada às equipes antes da rodada dupla do fim de semana.

Pizzonia aprova a mudança (Foto: Rodrigo Guimarães/MF2)

Se depender do parecer dos pilotos da Equipe Prati-Donaduzzi, a mudança será introduzida. “Acho que fica melhor com esse novo formato”, aplaudiu o amazonense Antonio Pizzonia. “Vai acabar com aquela moleza de passar até quatro carros de uma vez até num circuito com uma retinha curta como este. Da maneira que andamos hoje, vai dar para passar apenas um carro, e mesmo assim o piloto terá de caprichar na volta anterior para poder passar na freada. A ideia do push é ajudar, mas também não pode facilitar demais. No sistema atual dá para ultrapassar mesmo errando”, completou.

Com temperatura ambiente por volta dos 30 graus na região metropolitana da capital, Pizzonia não pôde aproveitar o jogo de pneus novos na segunda sessão por causa da quebra de um amortecedor. O paranaense Julio Campos, que estabeleceu a volta mais rápida no geral das duas sessões desta sexta-feira, confirmando a evolução do carro do time comandado pelo diretor-técnico Rodolpho Mattheis, também gostou da novidade. “Ainda não dá para saber se será mesmo introduzida, mas toda experiência que tenha como objetivo melhorar a qualidade do espetáculo tem de ser apoiada”, resumiu.

Comentários

comentários