STF julga liminar que relaxa prisão e Delcídio pode passar Natal em casa

O senador Delcídio do Amaral (PT), preso desde o dia 25 de novembro, pode sair da cadeia em breve. A Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) deve analisar hoje em sessão extraordinária, que acontece a partir das 13 horas, os pedidos de relaxamento de prisão do senador e do banqueiro André Esteves, presos acusados de tentarem obstruir as investigações da Operação Lava Jato, de acordo com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Há uma possibilidade de Delcídio do Amaral e André Esteves passarem o Natal em casa.
Há uma possibilidade de Delcídio do Amaral e André Esteves passarem o Natal em casa.

A expectativa da defesa do senador é de que ele seja solto, partindo da tese de que as provas foram coletadas, depoimentos prestados e as denúncias já teriam até chegado à Justiça.

Segundo a jornalista e colunista Mônica Bérgamo, na Rádio Band News FM, há chances de o Tribunal ser favorável aos pedidos de relamento de prisão dos dois, considerando o fato inédito de prender um senador no exercício do mandato e que os motivos da prisão já foram superados.

Outro fator positivo para os ministros decidirem em favor de Delcídio e do banqueiro seria a condição de conceder a prisão domiciliar com monitoramento por tornozeleiras, o que dificulta a possibilidade de fuga.

Mônica Bérgamo lembrou que à favor dos dois presos também pesa o fato de a Segunda Turma do STF ser composta por ministros que tem no histórico a defesa de prisão para pessoas condenadas, que não ocorre nos casos de Delcídio e André Esteves. A Turma é presidida pelo ministro Dias Toffoli e tem como membros os ministros Celso de Mello, Teori Zavascki, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes.

A Colunista deixou claro que não sabe qual será a decisão dos ministros, mas pelas conversas que tomou conhecimento há uma possibilidade de Delcídio do Amaral e André Esteves passarem o Natal em casa.

Comentários

comentários