Soldado do Exército morre durante troca de tiros com a PM em Campo Grande

O soldado do Exército Brasileiro Diego Barros Albuquerque, de 20 anos morreu em troca de tiros com a Polícia Militar (PM), na noite dessa terça-feira (17), na Vila Olinda, em Campo Grande. Conforme o registro policial, Diego Barros Albuquerque é suspeito de ter roubado uma motocicleta e depois desobedecido ordem dos militares e atirado contra eles.

Arma apreendida com soldado morto após roubo (Foto: Reprodução/ TV Morena)
Arma apreendida com soldado morto após roubo (Foto: Reprodução/ TV Morena)

Segundo informações do boletim de ocorrência, os suspeitos apontaram uma arma de fogo para a cabeça do homem de 32 anos, foram bastante agressivo com ele e roubaram a moto. A vítima chegava em casa, do trabalho, na Vila Jacy, quando foi assaltada.

A polícia foi avisada e se deparou com a dupla no veículo roubado, em alta velocidade e no contra fluxo da avenida Costa e Silva.

Os policiais pediram para os suspeito pararem, eles desobedeceram e seguiram em alta velocidade. Houve perseguição e cerco. O carona deu dois tiros contra os policiais, que revidaram. Dois acertaram ele e um o tanque da motocicleta.

O militar do Exército foi socorrido, mas, chegou morto na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Universitário. Com ele foi apreendido o revólver calibre 32 utilizado no crime. O suspeito não portava documentos e foi identificado por duas tias.

Na casa do rapaz, no bairro Universitária, foram apreendidas 20 munições intactas. O caso foi registrado como homicídio decorrente de oposição à intervenção policial e roubo majorado pelo emprego de arma. O outro envolvido fugiu e não foi identificado.

Comentários

comentários