Soldado acusado de matar surfista Ricardinho é expulso da PM

A Polícia Militar de Santa Catarina confirmou ontem (12) a expulsão de Luís Paulo Mota Bretano, soldado acusado de matar o surfista Ricardo dos Santos, o Ricardinho, a tiros, na Guarda do Embaú, em Palhoça, em janeiro deste ano.

Foto: Reprodução Instagram
Foto: Reprodução Instagram

A PMSC recusou o recurso do acusado, ratificando a decisão tomada em julho. Na ocasião, a polícia afirmou que a conduta do agente não foi “compatível com o valor, a ética e a disciplina” de um soldado.

Posto isso, todos os recursos que poderiam ser feitos por Bretano foram recusados com a decisão deste sábado. No entanto, o processo judicial segue em trâmite.

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina optou pela manutenção da prisão do ex-soldado, ignorando o pedido de habeas corpus. O acusado, porém, segue no 8º Batalhão da Polícia Militar de Joinville.

Fonte: Terra

Comentários

comentários