Sobe para 65 número de mortos por gripe em Mato Grosso do Sul

Da Redação

Vacina contra a gripe (Foto: Divulgação)

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgou, nesta quarta-feira (18), a 65ª morte por gripe H1N1 em Mato Grosso do Sul. Trata-se de um homem de 40 anos, morador de Naviraí, a 364 quilômetros de Campo Grande. Já são 1.454 casos de gripe no Estado, 41,43% a mais do que o registrado em 2018.

Segundo a SES, 27 mortes ocorreram na Capital. Os outros casos foram registrados em Corumbá (4), Três Lagoas (6), Aquidauana (4), Inocência (1), Rio Verde de Mato Grosso (2), Porto Murtinho (1), Mundo Novo (1), Água Clara (1), Naviraí (3), Bela Vista (1), Ponta Porã (3), São Gabriel do Oeste (1), Sidrolândia (2), Nioaque (2), Ribas do Rio Pardo (1), Deodápolis (1), Dourados (2), Fátima do Sul (1) e Paraíso das Águas (1).

O vírus Influenza é dividido em tipos, subtipos e linhagens. Todas essas variações correspondem a diferenças encontradas no material genético do vírus. O influenza também sofre mutações muito frequentemente; por isso, a vacina é atualizada todos os anos com novos vírus.

A SES alerta para os sintomas da gripe: febre, tosse, dor de garganta, na cabeça e nas articulações. A orientação é, ao apresentar esses sinais, procurar atendimento em ate quarenta e oito horas para início de tratamento adequado, principalmente pessoas que já tem alguma doença crônica.

Comentários