Sinpol-MS defende valorização profissional e confirma concurso para a Polícia Civil

O presidente do Sinpol-MS, Giancarlo Miranda durante entrevista no programa Capital Meio Dia. (Foto: Paulo Francis)
O presidente do Sinpol-MS, Giancarlo Miranda durante entrevista no programa Capital Meio Dia. (Foto: Paulo Francis)

O presidente do Sinpol-MS (Sindicato do Policiais Civis de Mato Grosso do Sul), Giancarlo Miranda, esteve na tarde desta terça-feira (23) , no programa Capital Meio Dia e Página Brazil para comentar sobre como é a atuação dos policiais civis do Estado e ações que o sindicato tem realizado a beneficio da categoria e da sociedade.

Giancarlo explica que o policial civil é aquela pessoa, seja homem ou mulher, que para seu ingresso tem a necessidade de uma formação em ensino superior, aprovação em concurso publico, preparação em academia de policia e após isso ele está apto a atuar em uma delegacia de policia investigando qualquer crime s

“Todos os crimes tem a atribuição do policial civil na atribuição na investigação enquanto isso a criminalidade é combatida por esses policiais civis. Os concursos são necessários para que supra a falta de contingente que a policia civil possui, pois alem disso temos delegacias com falta de estrutura, falta de efetivo, mas os policiais heroicamente estão trabalhando e desempenhando suas funções”, conta.

O presidente destaca a necessidade do reforço de mais policiais bem como a assistência por parte do Estado na questão estrutural e acima de tudo a valorização do policial civil.

“Hoje nós não temos uma valorização salarial adequada e precisamos ter, pois o policial desempenha o trabalho fundamental para a sociedade que é a investigação criminal, que visa proporcionar a sensação de justiça para cada cidadão do estado”, explica.

Giancarlo destaca que já há uma autorização do ministério do público para um novo concurso, porem ainda esta sendo aguardado a publicação do edital bem como número de vagas, mas já se sabe que as vagas autorizadas são para investigador de policia, escrivão de policia, delegado de policia.

Paulo Francis

Comentários