Sindicato consegue reajuste e benefícios aos trabalhadores nas indústrias da constução pesada de MS

(Foto: Paulo Francis)
O presidente SINTICOPMS (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada), Walter Vieira durante entrevista no programa Capital Meio Dia. (Foto: Paulo Francis)

O SINTICOPMS (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada) conseguiu mais uma vitória. Depois de muita negociação com os patrões ficou definido que o índice de reajuste para a maioria dos trabalhadores será de 11,08%. Este índice está acima da inflação do período.

O presidente do sindicato, Walter Vieira, explicou ao Página Brazil na tarde desta segunda-feira (23), que o reajuste é retroativo ao mês de março que é a data-base. Portanto, a diferença relativa aos meses de março, abril e maio serão pagas nos holerites de junho e julho.

Walter frisa que o reajuste tem dois percentuais, sendo um de 11,08% para os trabalhadores que ganham até R$ 3 mil, e outro de 8% para quem ganha acima deste valor. Além da área econômica o trabalhadores tiveram diversos benefícios na área social.

“Nós temos uma politica de estender os benefícios aos trabalhadores para que eles possam ser filiados, sendo os benefícios de convenio médico e odontológico destinado somente a esse grupo. Portanto é importante que todo trabalhadores se filiem para ter acesso aos benefícios que o sindicato oferece”, destaca o presidente.

CONFIRA OUTROS BENEFÍCIOS ACERTADOS NA CONVENÇÃO COLETIVA

ALIMENTAÇÃO DE GRAÇA:

A empresa é obrigada a fornecer o café da manhã e o almoço.
REDUÇÃO NO DESCONTO DO VALE-TRANSPORTE:
De 6% para 3% do salário-base. Por exemplo, quem recebe R$ 1.274,08 que é o piso de Qualificado I vai pagar R$ 38,22.
HORAS IN ITINERE :
Os trabalhadores têm direito a receber as horas do deslocamento do alojamento até a obra.

ABONO DE FALTAS:
As faltas serão abonadas em vários casos, por exemplo:
– 2 dias quando o cônjuge, companheiro ou companheira e dependentes estiverem internados no mesmo município onde o trabalhador exerce a profissão. Em município distante mais de 60 km, serão 3 dias abonados.
– 5 dias em caso de nascimento do filho.

AUXÍLIO FUNERAL:
No caso da morte do trabalhador, a família recebe 8 pisos salariais.
ESTABILIDADE NA APOSENTADORIA E PARA ACIDENTADOS:
A empresa não pode demitir o funcionário quando faltar 18 meses para a aposentadoria dele. Quem se afasta por acidente de trabalho tem direito a 1 ano de estabilidade quando retorna ao serviço.

ALOJADOS TÊM DIREITO A VISITAR A FAMÍLIA A CADA 30 DIAS
A empresa é obrigada a conceder 1 dia útil sem desconto no salário para o trabalhador visitar a família em municípios até 1000 km do alojamento.

ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
Quem está fazendo algum curso de qualificação tem direito a um adicional de 5% do salário-base. Basta comprovar junto à empresa.

QUALIDADE/PRODUTIVIDADE
A empresa é obrigada, conforme a profissão do empregado, a conceder curso de reciclagem para o trabalhador.

Paulo Francis

Comentários

comentários