Simeone é multado por gesto obsceno e terá de pagar quase R$ 87 mil

Gazeta Esportiva.com

Nesta quinta-feira, foi definida a punição ao técnico Diego Simeone, do Atlético de Madrid, em decorrência do gesto obsceno feito durante a partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, contra a Juventus. Em decisão do Comitê de Controle e Disciplina da Uefa, o treinador colchonero não pegará nenhum tipo de suspensão, mas terá de pagar 20 mil euros (quase R$ 87 mil) pela atitude tomada no último dia 20 de fevereiro.

O medo maior do Atleti era não contar com o argentino para o jogo da volta contra a Vecchia Signora, marcado para a próxima terça-feira, dia 12 de março. Contudo, após negociação do clube com o órgão responsável pelo julgamento, o comandante foi liberado a ficar à beira do gramado, sem precisar assistir à partida das tribunas do Juventus Stadium, em Turim.

Apesar da multa, El Cholo não terá de cumprir nenhum tipo de suspensão (Foto: Reprodução)

O gesto obsceno em questão diz respeito à comemoração de Simeone após o segundo gol dos Colchoneros no Wanda Metropolitano. Assim que Godín foi às redes, o técnico se virou para a arquibancada e segurou as partes íntimas.

“Não estava desmerecendo o adversário, fiz para nossos torcedores. Não é um gesto bonito, admito, mas senti a necessidade de fazer. Foi um jogo muito difícil. Nós lutamos muito e Diego Costa trabalhou muito forte quando não estava 100% em forma. Para botar Diego e Koke depois de tanto tempo, você precisa ter colhão. Eu tinha que mostrar o que estava sentido. Peço desculpa para quem se ofendeu, mas eu fiz de coração”, afirmou, após o apito final.

Com os 2 a 0 do primeiro confronto, o Atlético de Madrid pode até perder por um gol de diferença na Itália que, mesmo assim, estará classificado. Caso balance as redes uma única vez, obrigará os donos da casa a fazerem 4 gols para reverter o placar.

Comentários