Shopping diz lamentar morte no cinema e se coloca à disposição das autoridades

A administração do Shopping Avenida Center divulgou há pouco nota de esclarecimento sobre o assassinato a tiros ocorrido no início da tarde de segunda-feira (8) dentro de uma das salas do cinema. Além de prestar solidariedade às famílias envolvidas, informou ter se colocado à disposição das autoridades para contribuir nas investigações.


Crime foi cometido em sala de cinema do shopping de Dourados – Crédito: Gizele Almeida/Dourados News.

Ontem, Julio Cesar Cerveira Filho, de 43 anos, foi morto com um tiro no peito disparado pelo cabo da policial militar Dijavan Batista dos Santos, de 37 anos, lotado na PMA (Polícia Militar Ambiental).

Conforme reportagem do Dourados News, o homicídio cometido na frente da filha da vítima, bem como de dois filhos do autor (um de 9 e outro de 14 anos) teria sido motivado após discussão por uma poltrona. O shopping esclareceu que diante desse “fatídico evento” ocorrido em suas dependências, “lamenta profundamente o ocorrido, se solidarizando com pesar as famílias envolvidas”.

Esclareceu ainda que “de imediato adotou todas as medidas necessárias, acionando os órgãos competentes e se colocando à disposição para contribuir no que for necessário para o devido levantamento e apuração dos fatos”.

Responsável pelo cinema, a Cinematográfica Araújo ainda não se manifestou oficialmente sobre o ocorrido. Em seu site institucional, informa que nenhuma sessão está agendada para esta terça-feira (9).

O assassinato ocorreu dentro da sala 1, durante a exibição de “Homem-Aranha Longe de Casa”, filme infantil com classificação a partir de 10 anos.

Os outros filmes em cartaz na matinê de ontem eram “Pets: a vida secreta dos bichos”, “Turma da Mônica – Laços”, e “Toy Story 4”. Em período de férias escolares, único cinema da maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul estava lotado de crianças quando tudo aconteceu.

Comentários