Sessão da Câmara é interrompida após chuva de ‘dólares’

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), esvaziou as galerias do plenário na noite desta quarta-feira depois que manifestantes jogaram cédulas falsas de dólares com os rostos da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula e do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. A sessão precisou ser interrompida.

Cédulas jogadas pelos manifestantes
Cédulas jogadas pelos manifestantes

As galerias do plenário estavam lotadas de manifestantes ligados à Força Sindical, à CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) à CUT (Central Única dos Trabalhadores). Ao serem retirados, manifestantes gritaram palavras de ordem contra o PT e a presidente da República.

As notas falsas, jogadas por manifestantes da Força Sindical, ligada ao deputado Paulinho da Força (SD-SP), mostram imagens de Dilma, Lula e Vaccari seguidas da expressão “PTRO DOLLAR”.

A MP 665, que está em análise pelo plenário da Câmara, é combatida pelas centrais sindicais. A medida muda regras de acesso ao seguro desemprego, abono salarial e seguro defeso de pescadores.

TERRA

Comentários

comentários