Servidores de Ceinfs estão sem vale-transporte para trabalhar

Aproximadamente 2.500 servidores terceirizados que prestam serviços nos Ceinfs (Centros de Edução Infantil) de Campo Grande, estão sem como ir trabalhar devido à falta de vale-transporte.

De acordo com a presidente do Sinalba-MS (Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional no Estado de Mato Grosso do Sul), Maria Joana Bezerra, o vale transporte dos servidores deve ser pago até o quinto dia útil de cada mês, porém até o momento ele não foi liberado. “Os passes ainda não foram liberados, apesar de o pagamento já ter sido feito”, relatou.

303514021952122
Foto ilustrativa

Segundo o sindicato, o valor foi repassado pela Prefeitura Municipal de Campo Grande à Omep (Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar) e para a Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária), que são responsáveis por realizar os pagamentos. O valor já foi pago para a Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano), porém os cartões eletrônicos não estão sendo carregados nos terminais de ônibus.

A Seleta e o Omep já foram informados sobre a situação. Os servidores aguardam uma posição da Assetur.

Comentários

comentários