Servidores com salários atrasados mantém greve em Coxim

Redação

Os servidores públicos municipais de Coxim, município distante a 258 quilômetros da Capital,  decidiram manter a grave iniciada nesta segunda-feira (15), por atraso nos salários, em alguns caso, são mais de 50 dias sem receber o pagamento.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Coxim (SINSMC) chegou a realizar reuniões e cobrou uma medida para solucionar o problema, mas não houve escolha e a saída encontrada pela direção foi a greve.

Para pressionar a prefeitura, no último dia 8, algumas medidas foram adotadas, como a suspensão das as aulas em algumas escolas do município e a redução no atendimento nas unidades de saúde, mas de nada adiantou.

De acordo com o Coxim Agora, a Prefeitura Municipal de Coxim informou que está tomando as providências necessárias e a situação deve ser resolvida ainda nesta terça-feira (16).

Segundo o presidente do SINSMC, Paulo Monteiro, o prefeito Aluizio São José (PSB) se reuniu com o sindicato nesta segunda-feira, e deve elaborar um documento nesta terça-feira, contendo o atendimento de reivindicações que serão apresentadas aos servidores em assembléia, mas caso as reivindicações não sejam atendidas pela gestão, a paralisação que atinge 100% da educação e uma grande quantidade dos servidores da secretaria de obras devem continuar por tempo indeterminado.

Comentários