Senai de Campo Grande inicia curso gratuito de boas práticas em refrigeração

Foto Divulgação
Foto Divulgação

O Senai de Campo Grade, em parceria com o Senai de Goiás e a empresa de cooperação alemã GIZ, iniciou, nesta segunda-feira (23), em unidade móvel de refrigeração estacionada na Rua Pimenta Bueno, 360, Bairro Amambaí, a 4ª turma do curso gratuito de boas práticas em refrigeração. A unidade tem capacidade para 15 alunos e a carga horária do curso é de 24 horas, sendo oferecido de segunda à sexta-feira, das 18h30 às 22h30.

Segundo o gerente do Senai da Capital, Marcos Costa, é muito importante o oferecimento desse curso, pois vai capacitar ainda mais os trabalhadores que atuam na área de refrigeração no município e região. “A qualificação também é uma preparação para o Senai de Campo Grande, que terá, na sua nova estrutura prevista para ser entregue em 2016, o curso na área de refrigeração. Com essa unidade móvel, conseguimos atender as empresas locais, trazendo informações atualizadas e contribuindo para o desenvolvimento do quadro de funcionários”, declarou.

Ele disse que ainda há previsão de novas turmas e que os interessados devem buscar informações no Senai de Campo Grande. “O objetivo é melhorar o conhecimento do profissional no recolhimento e descarte correto do gás refrigerante de refrigeradores em geral, proporcionando ao participante uma certificação com reconhecimento internacional de acordo com o Protocolo de Montreal, certificação essa exigida pela maioria das empresas com ISOs ambientais e de sustentabilidade”, reforçou.

O instrutor do Senai de Goiás, Lourival Camelo, detalhou que durante o curso serão abordadas todas as questões que resultam nas boas práticas, inclusive com detalhes das legislações. A programação abrange aulas teóricas e práticas, com certificado de conclusão, sem nenhum custo para o participante, sendo que o curso é voltado para profissionais que trabalham com refrigeração industrial, comercial ou doméstica.

“É um curso para as pessoas que já estão na área e já têm conhecimento do trabalho com aparelhos refrigeradores. Questões sobre destinação correta de elementos como gás, também serão abordadas durante o curso”, disse Lourival Camelo. Para o técnico em refrigeração Josimar Feliciano Travassos, 42 anos, que tem mais de 20 anos de experiência na área, o curso é muito bem-vindo. “É um aprendizado a mais e uma importante atualização, principalmente, com relação à forma correta como devemos fazer o descarte do gás-refrigerante”, disse.

Márcio José Pedroso de Sousa, 35 anos, também procurou o curso para receber detalhes da área. “Esta área de refrigeração é um nicho de mercado e nós temos de buscar conhecimento”, pontuou. Joel Dutra, 24 anos, também é técnico em refrigeração e tem quatro anos na área. “Tem muita coisa nova que precisamos ter acesso e saber também como lidar com todas as questões. Cursos assim são importantes para aumentar nosso conhecimento e é só o conhecimento que nos proporciona destaque no mercado”, disse.

Serviço – Mais informações sobre novas turmas podem ser obtidas por meio do telefone (67) 3311-8533

Comentários

comentários