Senadora Ana Amélia aceita convite para ser candidata a vice de Alckmin

G1/JP

A senadora Ana Amélia (PP-RS) (Foto: Divulgação/Agência Senado)

A senadora Ana Amélia (PP-RS) aceitou ser a candidata a vice-presidente na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República.

O anúncio oficial, porém, só será feito após a situação regional do PP no Rio Grande do Sul ser resolvida. Isso porque o partido havia decidido apoiar a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL).

Ao blog, Ana Amélia confirmou que precisa resolver a questão regional do PP. Segundo ela, não será uma decisão “fácil” deixar a candidatura ao Senado porque ela lidera as pesquisas.

“Mas a vida é feita de escolhas”, enfatizou a senadora.

A solução pensada para o Rio Grande do Sul será Luiz Carlos Heinze (PP) retirar a candidatura ao Palácio Piratini e apoiar o candidato tucano ao governo gaúcho, Eduardo Leite.

Ana Amélia se reuniu no final da tarde desta quinta com a bancada gaúcha do PP para discutir o que fazer. Após a reunião, ela disse ter recebido o convite de Alckmin pessoalmente, nesta quarta (1º).

Articulação

Desde que o empresário Josué Gomes (PR) rejeitou o convite para ser candidato a vice de Alckmin, o tucano passou a trabalhar o nome da senadora com mais intensidade.

Havia, contudo, resistência por parte da cúpula do PP ao nome de Ana Amélia por considerá-la independente. O entrave, porém, foi contornado nos últimos dias.

Comentários