Sem receber atrasados, empresa desliga 144 radares de novo

Os radares do Parque dos Poderes, em Campo Grande, foram desligados. Essa é a segunda vez em menos de um mês que os equipamentos deixam de operar. E a justificativa da empresa que administra os 12 aparelhos do local e de mais 17 cidades do interior do estado, a Perkons, é que não recebeu o pagamento do governo do estado.

Radares do Parque dos Poderes,em Campo Grande estão desligados

Em Campo Grande, a empresa diz que não tem mais nenhuma lombada funcionando e no interior do estado foi criado até um cronograma que começa nesta quinta-feira e vai até o dia 2 de setembro para os desligamentos. No total são 144 equipamentos.

A empresa diz que pediu um cronograma ao governo do estado para saber quando os valores seriam quitados, mas como não recebeu resposta começou a desligar os equipamentos. Essa é o segundo desligamento. O primeiro foi no dia 25 de julho. Naquela época durou pouco tempo. No dia 26 de julho o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS) pagou parte da dívida, R$ 1,4 milhão.

A Perkons afirma que tem R$ 10,4 milhões em atraso. Essa empresa é a mesma que opera o contrato com a prefeitura de Campo Grande, mas esse contrato está normal. A reportagem entrou em contato com o Detran-MS, que informou que a situação está sendo analisada pelo setor financeiro e pelo diretor-presidente do órgão.

Comentários