Seleção chega a Comary sem Neymar e só terá 12 atletas para o primeiro treino

A seleção brasileira acabou de chegar à Granja Comary para dar início à preparação antes dos jogos contra Uruguai e Paraguai, válidos pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Primeira parte da seleção brasileira chega à Granja Comary (Foto: Edgard Maciel de Sá)
Primeira parte da seleção brasileira chega à Granja Comary (Foto: Edgard Maciel de Sá)

Ou melhor, parte da Seleção. A menor parte. Apenas 11 jogadores compõem essa primeira leva, que conta com o técnico Dunga e o coordenador de seleções Gilmar Rinaldi.

O volante Luiz Gustavo foi o primeiro a se apresentar. No ônibus, chegaram o goleiro Alisson, os zagueiros Miranda e Gil, o lateral-esquerdo Filipe Luís, os meias Renato Augusto, Lucas Lima e Oscar, os meias-atacantes Douglas Costa e Willian, e o atacante Ricardo Oliveira. O goleiro Marcelo Grohe se juntará a esse grupo na hora do almoço.

Isso significa que Dunga terá poucas condições para fazer um primeiro treino na tarde desta segunda-feira.

A atividade está marcada para 15h30. Neymar, maior estrela da seleção brasileira, desembarcará no Rio de Janeiro no fim da tarde, e seguirá para a Granja Comary, na cidade de Teresópolis, ao lado de Diego Alves, Daniel Alves, Danilo e Fernandinho. O preparador de goleiros Taffarel também não estará neste primeiro treino.

Na terça-feira pela manhã, a equipe se completará com David Luiz, Marquinhos, Alex Sandro, Philippe Coutinho, Hulk e Jonas, convocado no último domingo após o corte de Roberto Firmino.

Nas tardes de terça e quarta, Dunga comandará atividades com todo o grupo na Granja, e na quinta pela manhã, a delegação toda viajará para Recife, palco do jogo de sexta contra o Uruguai. Na terça-feira da próxima semana, dia 29, o rival será o Paraguai, em Assunção.

Este primeiro grupo se apresentou num hotel, ao lado do aeroporto internacional do Rio de Janeiro. Com poucos torcedores, Dunga apenas tirou fotos com hóspedes.

Depois do almoço, Renato Augusto, do Beijing Guoan, e Gil, do Shandong Luneng, darão entrevistas. Ambos se aproveitaram do calendário mais brando do futebol chinês, e chegaram ao Rio de Janeiro durante a semana passada, uma recomendação feita por Dunga a jogadores que estão na Ásia, para que possam se readaptar ao fuso horário.(globoesporte.com)

Comentários

comentários