Sectei realiza reunião do projeto Rota Cultural do Pantanal

Foto: Edemir Rodrigues
Foto: Edemir Rodrigues

A Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei) realizou na manhã desta quarta-feira (16), no Museu da Imagem e do Som (MIS), reunião do projeto Rota Cultural do Pantanal, que busca a valorização da cultura pantaneira. A reunião apresentou aos nove municípios participantes do projeto os resultados das ações realizadas no segundo semestre deste ano.

O projeto foi idealizado em junho de 2014, em que foi estabelecido o Consórcio Público Intermunicipal Rota Cultural do Pantanal. O consórcio é uma associação de nove municípios da região Pantaneira de Mato Grosso do Sul, voltados para o planejamento e execução de ações ou serviços públicos de interesses comuns de forma cooperativa. Este Consórcio foi criado a partir do acordo formado entre os municípios, apoiados pela Comissão para a Valorização da Cultura Pantaneira vinculada ao Sebrae/MS.

Os municípios participantes são Aquidauana, Bodoquena, Corumbá, Coxim, Ladário, Miranda, Porto Murtinho, Rio Verde de Mato Grosso e Sonora. Os objetivos estão fundamentados no desenvolvimento social, na preservação socioambiental e nas iniciativas integradas de geração de trabalho e renda. Suas ações buscam: fomentar a cadeia produtiva da cultura; proteger a memória e a identidade regional; estimular a produção artística local; capacitar agentes culturais e gestores, além de melhorar a infraestrutura e promover, assim, o amplo acesso à cultura.

O objetivo geral do projeto é consolidar a “Rota Cultural do Pantanal” por meio do incentivo às redes de empreendimentos criativos do território pantaneiro de Mato Grosso do Sul, contribuindo para o aumento da competitividade e sustentabilidade da cadeia produtiva da cultura.

O projeto visa também ampliar a participação da sociedade civil na elaboração de políticas públicas e na realização de ações conjuntas entre os municípios; fortalecimento da governança nos nove municípios pantaneiros, produzir informações histórico-culoturais e econômicas sobre os municípios integrantes; apoiar a construção de políticas públicas para cultura nos municípios da rota; capacitar empreendedores culturais; apoiar, realizar e ter acesso a eventos que possibilitem a comercialização de produtos e serviços da cultura pantaneira e contribuir para a consolidação da Rota Cultural Pantanal por meio da integração com a cadeia produtiva do turismo.

O público alvo são empreendedores do território atuantes em atividades econômicas da cadeia produtiva da cultura, potenciais e efetivos, com orientação para a valorização dos elementos destaque da cultura pantaneira (potenciais empreendedores, potenciais empresários, microempreendedores Individuais – MEI e microempresas – ME).

O projeto abrange também diversos artistas, pessoas físicas e jurídicas que atuam com cultura no território e podem otimizar os seus resultados por meio da valorização da Cultura Pantaneira com foco em desenvolver o território e gerar e/ou ampliar negócios.

Na reunião de hoje foram apresentadas as ações realizadas no segundo semestre deste ano. São elas: a Semana da valorização da Cultura Pantaneira, em Rio Verde de Mato Grosso, de 9 a 15 de novembro; o Encontro de Comitivas de Aquidauana, em 15 de novembro; Cinema Revelando Brasis – Filme: O Trem Fantasma e a Viola de Cocho, em Ladário, em 5 de novembro; I Mostra da Cultura Pantaneira na Terra do Pé de Cedro, em Coxim, em 6 de dezembro; Feira Literária do Pantanal, em Corumbá, de 27 a 31 de outubro; Pantanal Extremo, em Corumbá, de 12 a 15 de novembro; AR World Championship Pantanal, em Corumbá, de 11 a 22 de novembro; 1º Festa Pantaneira, em Sonora, em 4 de agosto; Festival do Touro Candil, em Porto Murtinho, de 4 a 8 de dezembro; Casa do Pantanal, em Campo Grande, que será inaugurada em 2016.

Fundação de Cultura.

Comentários

comentários