Secretário representa Governo de MS na Festa do Chamamé do Mercosul, na Argentina

A festa é considerada uma das mais importantes no país (Foto: Divulgação)

O secretário de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Athayde Nery, vai representar o Governo de Mato Grosso do Sul, marcando presença na mais importante festa de música e baile de raiz da Argentina: a 27ª Festa Nacional e 13ª Festa do Chamamé do Mercosul, durante dez dias, na cidade de Corrientes, na Argentina.

A festa conta com apresentações de artistas sul-mato-grossenses e gaúchos, desde que Gilberto Gil, então Ministro da Cultura em 2005, firmou a declaração da Festa do Chamamé do Mercosul na Reunião de Ministros de Cultura do Mercosul.

O Chamamé

O chamamé e sua cultura é um comum denominador de uma vasta região do sul da América Latina, que inclui explicitamente as sete províncias argentinas (Corrientes, Chaco, Missiones, Formosa, Entre Rios, Santa Fé e Buenos Aires), os Estados do sul do Brasil (especialmente Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul), o centro-sulo do Paraguai e noroeste do Uruguai. Há manifestações permanentes também na Bolívia e sul do Chile. É uma enorme comunidade (mais de 35 milhões de pessoas) com um território e raízes culturais comuns: paisagem, antepassados, mitos, tradições, costumes, uma memória histórica, que compartilham seu “DNA Chamamé”.

A agenda do secretário Athayde durante o evento conta com uma reunião com o secretário de Cultura da província de Corrientes, na Argentina, Gabriel Romero, para realizar intercâmbio entre Mato Grosso do Sul e Corrientes; declaração de territórios irmãos entre Corrientes e Mato Grosso do Sul, além de intercâmbio cultural para tratar da candidatura do Instituto Cultural do Chamamé de MS, em parceria com a Sectei.

 

 

Comentários