Secretário especial destaca que governo de MS trabalha em âmbito social, na atenção ao pequeno produtor e no êxito do setor de agronegócios

Nádia Nicolau

O secretário especial do Governo de Mato Grosso do Sul, Carlos Alberto de Assis, marcou presença, nesta segunda-feira (8), no Tribuna Livre, da Capital FM. Na pauta da entrevista foram abordados diversos assuntos, como a Campanha do Agasalho, que contou com a participação em massa dos servidores públicos estaduais, entrega de Patrulhas Mecanizadas e obras em andamento no Estado.

Após 5ª edição da Campanha de arrecadação cobertores, idealizada pelos servidores públicos do Estado, a distribuição dos 31 mil itens foi feita no último sábado (6), no Estabelecimento Penal Feminino Irmã Zorzi e, também, aos moradores do Jardim Seminário II, em Campo Grande. “Tem muita gente precisando. Agradeço aos servidores que em todos os anos nos ajudam”, disse Carlos Alberto, reforçando que o governo tem engajamento com trabalho social.

Patrulhas mecanizadas

O secretário Assis lembrou que hoje, às 10 horas, estaria presente no ato solene de entrega de uma frota de Patrulhas Mecanizadas e equipamentos destinados a pequenos produtores do Estado.

O evento conta com a participação da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina e outras autoridades. “Temos que oferecer condições para que os pequenos produtores produzam e façam crescer a agricultura familiar. Já atendemos os 79 municípios”, afirmou.

Ele disse ainda que a distribuição das patrulhas mecanizadas e demais equipamentos vai fortalecer o ciclo, destacando que “precisamos estar atentos para esse setor no Estado”.

Acordo com União Europeia

O estreitamento e aproximação das relações com a União Europeia e Mercosul pode beneficiar Mato Grosso do Sul no quesito exportações, pelo menos é o que acredita o secretário especial, Carlos Alberto. “Com a exportação de produtos agrícolas, MS pode se tornar a Capital do Mercosul.

Ele apontou, ainda, investimentos atuais e futuros da Administração Estadual, como as movimentações para a construção da Rota Bioceânica, início da reforma do aeroporto internacional de Campo Grande, com a possibilidade de recebimento de cargas. “Queremos que tudo passe por aqui e o governo está fazendo isso. Se soubermos cuidar disso, o MS vai sair lá na frente”.

Política nacional

Ao ser questionado sobre sua visão em relação aos seis meses de mandato e atuação de Jair Bolsonaro como presidente da República, Carlos Alberto de Assis disse que “é pouco tempo para se cobrar do governo. Ele [Bolsonaro] já está fazendo mudanças, mas isso não é da noite para o dia. Acho que esse equipe tende a se entrosar e depois devem ter um grande entendimento”.

Comentários