Secretária fala do processo de matrícula na Rede Estadual de Educação

Silvio Ferreira

A secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, foi a primeira entrevista do ano do programa Tribuna Livre, e do portal de notícias Página Brazil, do grupo Capital de Comunicação. Entre os temas abordados, a adoção, pela rede estadual de Educação, do sistema de ‘progressão parcial’ que permitirá que estudantes da rede refaçam apenas as disciplinas em que forem reprovados. Em um sistema semelhante ao cumprimento de ‘dependências’ no ensino superior os alunos farão no ano seguinte, no contraturno escolar, as matérias que ficaram pendentes.

Outras informações trazidas pela secretária foram as relativas ao do processo de pré-matrícula e confirmação de matrícula em andamento na Rede Estadual de Ensino. O processo de pré-matrícula e designação é todo realizado pela internet. Mas a partir da divulgação da lista de designação dos alunos para cada escola feita por meio do site da matrícula digital, a confirmação da vaga deve ser feita por pais ou responsáveis dos alunos, entre os dias 15 e 19 deste mês.

De acordo com informações da SED (Secretaria Estadual de Educação), a confirmação da vaga deve ser feita por meio do comparecimento à escola designada com os seguintes documentos: RG e cópia da certidão de nascimento (ou cópia da certidão de casamento, para maiores de 18 anos); comprovante de endereço, guia de transferência (se for o caso) e histórico escolar (se for o caso).

Maiores de idade, doadores de medula ou de sangue, devem apresentar a carteirinha ou declaração de doador.

Estudantes menores de 18 anos têm até 30 dias após a efetivação da matrícula para apresentar a carteira de vacinação. No caso de estudantes com necessidades especiais, é necessária a apresentação de laudo médico com CID.

Comentários

comentários