Secretaria de Saúde une-se à UEMS em fortalecimento de curso de Medicina

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Inaugurado no início de 2015, o curso de Medicina da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) tem encontrado na SES (Secretaria de Estado de Saúde) uma de suas principais parceiras institucionais. É através da Secretaria, por exemplo, que está em andamento o processo de aquisição de livros e materiais laboratoriais que estarão disponíveis durante o segundo semestre deste ano.

Para o reitor da UEMS, Fábio Edir dos Santos Costa, a possibilidade de desenvolver um curso apoiado por parceiros institucionais como a SES e como o próprio Hospital Regional, que poderá ser utilizado para práticas médicas dos estudantes, foi um fator fundamental para abertura do curso, e será também fundamental para seu constante aperfeiçoamento.

Reunião com representantes discentes

Na manhã desta quarta-feira, o reitor da Universidade aproveitou uma agenda em Campo Grande para reunir-se com representantes discentes do curso de Medicina que vêm realizando manifestações em busca de melhorias para o curso. As principais demandas apresentadas pelos acadêmicos referem-se à aquisição de materiais laboratoriais, de livros e à contratação de professores.

“Foi uma conversa muito produtiva. Os alunos estão fazendo o que de fato esperamos que eles façam, que lutem sempre pelo que lhes é de direito, que hoje é uma formação de qualidade e amanhã se converterá em luta por uma saúde digna para nossa população. No encontro desta manhã nós mostramos que todas as demandas apresentadas já estão em processo regular de execução, respeitando os prazos legais para desenvolvimento de cada etapa”, disse Fábio Edir.

Quanto à aquisição de livros e materiais laboratoriais, o pró-reitor de Administração Márcio Pereira reforçou que o processo de compra está sendo conduzido pela Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul e explicou que, embora não seja possível indicar uma data precisa, a expectativa de entrega desses itens é durante o segundo semestre de 2016.

Em relação à contratação de professores, o pró-reitor de Ensino, João Mianutti anunciou que nos próximos 30 dias a instituição deverá abrir edital de concurso com 10 vagas para Medicina, quantidade que atende à normatização federal que rege a graduação. O processo de formatação do edital e de análise do perfil dos professores pretendidos também já vinham em execução e constituem necessidade básica para a graduação. “O processo de contratação de professores para Medicina atende exatamente aos mesmos critérios exigidos para todos os demais cursos da UEMS”, diz Mianutti referindo-se aos prazos e exigências legais para a contratação de docentes.

Comentários

comentários