São Paulo não entrará em leilão por Pato, e Palmeiras ganha força

Gazeta Press/JP

O retorno de Alexandre Pato ao São Paulo pode não ser mais concretizado. Sem condições de oferecer quantias que equiparam a proposta do Palmeiras, outro clube interessado no jogador, a diretoria tricolor pode acabar o perdendo para a concorrência.

Os trunfos do Tricolor para repatriar Pato iam além da parte financeira. Certo de que não entrará em leilão para assinar com o atacante, o clube esperava convencê-lo com o fato de ele ter jogado um ótimo futebol em sua primeira passagem pelo Morumbi, que o fez inclusive retornar à Europa. Além disso, sua identificação com os torcedores era outro fator que poderia pesar.

Mesmo todas essas questões sendo consideráveis, o dinheiro pode fazer toda a diferença. Com mais poderio financeiro, o Palmeiras tem chances de reforçar ainda mais o elenco milionário alviverde com a vinda de Alexandre Pato, superando o rival nas negociações.

No dia 16 de março deste ano, Pato rescindiu seu contrato com o futebol chinês. O jogador já contava com o aval do técnico Cuca, que assumirá em breve. Contudo, teria que reduzir a pedida salarial. O atacante assinou vínculo em 2017 para ganhar 30 milhões de euros por três temporadas. Mensalmente, os vencimentos do atleta chegavam em torno dos R$ 3,6 milhões.

Outro fator que pesa contra o São Paulo é a situação financeira. Depois da eliminação para o Talleres, da Argentina, ainda na Pré-Libertadores, o clube se dispôs a abrir mão de Diego Souza, contratado por R$ 10 milhões, com a justificativa de que precisa reduzir a folha salarial. Sendo assim, é pouco provável que a cúpula do Tricolor decida investir pesado em Alexandre Pato.

Comentários