Santos tem ‘dupla invencibilidade’ na Vila Belmiro como trunfo para ficar com título

Vencer o Santos na Vila Belmiro não é fácil. A missão fica ainda mais complicada quando o visitante é um time pequeno.

Diante disso, o clube da Vila Belmiro – que empatou a primeira decisão do Paulista com o Audax por 1 a 1 – tem dois trunfos para ao menos levar a decisão para os pênaltis no jogo de volta, marcado para o próximo domingo (08), em seu estádio.

Caldeirão da Vila é o trunfo do Santos (Foto: Divulgação)
Caldeirão da Vila é o trunfo do Santos (Foto: Divulgação)

Foi raro o jogador santista que não citou em entrevistas pós-jogo no último domingo (01) a ‘força da Vila Belmiro’. E com total razão. O time não sabe o que é perder em sua casa há quase um ano – desde julho do ano passado, antes de Dorival Júnior assumir a equipe. A última derrota foi para o Grêmio por 3 a 1, em jogo válido pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro 2015, sob comando de Marcelo Fernandes.

Desde então, o Santos de Dorival Júnior não foi mais batido e acumulou uma incrível sequência de 27 jogos sem derrotas, sendo 23 vitórias e quatro empates.

“Esperamos casa cheia na Vila. Adoramos jogar lá. A torcida inflama”, disse o lateral direito Victor Ferraz logo após o apito final. “Sabíamos que seria difícil. Conseguimos o empate para decidir em casa”, afirmou o zagueiro Gustavo Henrique. “Estamos confiantes. Agora é buscar o resultado na Vila. Vamos partir para cima”, acrescentou o lateral esquerdo Zeca.

A outra invencibilidade diz respeito aos confrontos contra os times considerados pequenos dentro da Vila Belmiro. E aí o tempo fica ainda maior. Neste caso, a última derrota santista foi há mais de oito anos: em 31 de janeiro de 2008, a equipe então comandada por Emerson Leão foi derrotada pelo Barueri pelo placar de 2 a 1, em jogo do Campeonato Paulista.

Caso o Santos mantenha essa ‘dupla invencibilidade’, ou seja, não perca no próximo domingo no tempo normal, ao menos leva a decisão para as penalidades. E aí conta com mais um bom retrospecto para ficar com a taça. Na memória mais recente dos torcedores santistas estão as duas vitórias em disputas de pênalti na Vila, ambas contra o Palmeiras, nos últimos estaduais.(UOL)

Comentários

comentários