Santos quer Diego e Robinho para 2019, mas teme salários da dupla

Lancepress

Santos quer repatriar Diego e Robinho para 2019 (Foto: Ari Ferreira/Lancepress)

O Santos quer repatriar dois ídolos para 2019: Diego, hoje no Flamengo, e Robinho, no Sivasspor (TUR) . O presidente José Carlos Peres estuda a contratação da dupla que tem vínculo até junho do próximo ano, porém aguarda a virada de ano para a liberação do pré-contrato.

No início de sua gestão o presidente cogitou contratar Robinho, mas por conta da suposta acusação de violência sexual em grupo na Itália, descartou-se a possibilidade. Entretanto, o atacante recorreu ao processo e se defende na Justiça, o que mudou a visão de Peres.

– Falei no começo do ano que tinha corrido uma decisão à revelia. Se está condenado, não posso contratar. Recorreu para reverter. Falei que não poderia ser massacrado e poderia reverter – disse o presidente José Carlos Peres.

– Ele alega que o Santos deve para ele, mas não encontrei em lugar algum. Depende dele (o suposto de contas). Se tivermos dinheiro, pagamos. Se não, teremos que parcelar – emendou.

Já sobre Diego o mandatário se mostrou mais otimista, já que o meia vive uma “crise” no Flamengo e não está atuando com o técnico Dorival Júnior por conta de uma lesão, mas vê William Arão ganhando espaço e se destacando. Apesar disso, Peres se preocupou com salário e ressaltou que para retornar ao Santos o jogador precisaria “descer do cadeira”.

– Ele seria bem recebido aqui, mas não podemos ficar falando. Flamengo pode vir com dinheiro. Ele teria que descer da cadeira. Pelo que soube, R$ 850 mil por mês. Existe essa possibilidade (de retornar). Jogador está lá e seria deslealdade (negociar agora), como o Atlético-PR fez com o Bambu. Ele está definindo a situação no Flamengo. Acho que pode sair. Ou assina longo ou dispensa – afirmou o presidente.

Nesta temporada, Robinho tem oito jogos e quatro gols pelo clube turco, enquanto Diego atuou 38 vezes e marcou sete.

Comentários