Santos entra em acordo com ex-técnico Muricy e parcela dívida em dez vezes

O Santos encerrou na última quarta-feira uma das maiores dores de cabeça que enfrentou nos últimos tempos: a dívida com o técnico Muricy Ramalho, que alcançou R$ 1,6 milhão.

Muricy entrou na Justiça contra o Santos em janeiro do ano passado (Foto: Santos)
Muricy entrou na Justiça contra o Santos em janeiro do ano passado (Foto: Santos)

Segundo apuração do ESPN.com.br, as partes chegaram a um acordo após longas conversas entre o departamento jurídico do Santos e o advogado João Henrique Chiminazzo, que representa Muricy.

Agora, o Santos vai pagar em 10 parcelas de R$ 160 mil, que começam a ser quitadas em 30 de abril. O restante será pago todo dia 30, até janeiro do ano que vem.

Com isso, o imbróglio chega ao fim depois de longa novela, que teve direito a bloqueio das contas do Santos por parte de Muricy e até penhora do prêmio pelo título do Campeonato Paulista. O treinador também tentou ficar com parte das cotas televisivas do clube.

Ententa a briga

O ESPN.com.br teve acesso aos documentos relativos à rescisão contratual do treinador, assinada em 31 maio de 2013. Como demitiu o treinador, o clube prometeu pagar R$ 481.301,92 às suas empresas e mais R$ 2.601.900,00 ao treinador.

Contudo, como acordou o pagamento da quantia maior em parcelas, a gestão de Odílio Rodrigues parou de pagar as cinco últimas, contabilizadas em R$ 260.190,00 cada. A dívida com o técnico era de exatos R$ 1.300.950,00, mais os custos advocatícios.

Com a correção monetária, entretanto, o valor alcançou R$ 1,6 milhão.

Muricy alegava na ação que tentou um acordo amigável, mas em vão. Assim, não restou outra alternativa ao hoje técnico do Flamengo que não fosse acionar o Santos na Justiça. A ação foi distribuída em 13 de janeiro de 2015 e correu na 8ª Vara Cível do Foro de Santos.

Comentários

comentários