Ruiter volta ao comando da Prefeitura de Corumbá pela terceira vez

Ruiter Cunha de Oliveira (PSDB) é o novo prefeito de Corumbá. Com o total de 229 urnas apuradas, ele foi eleito com mais de 2,5 mil votos de vantagem sobre o atual prefeito Paulo Duarte (PDT). Ruiter teve 23.566 votos (46,41% dos votos válidos). Duarte obteve 21.027 votos (41,41% dos votos válidos). Elano de Almeida (PPS) foi o terceiro colocado com 6.185 votos (12,18%% dos votos válidos). Os votos apurados somaram 70.546; a abstenção ficou em 16.940 (24,01%); o comparecimento foi de 53.606 eleitores (75,99); brancos somaram 808 (1,51%) e nulos 2.020 (3,77%).

Fiscal de rendas de carreira, Ruiter Cunha foi eleito para o terceiro mandato  Foto Albertoni/Diário Corumbaense
Fiscal de rendas de carreira, Ruiter Cunha foi eleito para o terceiro mandato Foto Albertoni/Diário Corumbaense

Ruiter, que foi prefeito de Corumbá entre 2005 e 2012, votou pouco depois das 15h deste domingo, 02 de outubro, na escola Pedro Paulo de Medeiros. Embora a maioria das pesquisas eleitorais apontasse a reeleição do prefeito Paulo Duarte, Ruiter, que é fiscal de rendas de carreira, disse que tinha a expectativa de retornar ao cargo máximo do Executivo Municipal.

“A gente soube fazer uma campanha que foi ao encontro das necessidades, do que a população merecia e gostaria de ouvir. Acho que foram 45 dias de muita proposta, de muita ação de governo, de reviver um pouco aquelas conquistas que nós fizemos ao longo dos oito anos e a expectativa é que a gente tenha o reconhecimento da nossa população e que possamos estar junto com eles a partir do ano que vem mais uma vez à frente do nosso município”, afirmou Ruiter Cunha depois de votar.

“A gente vê que a população na política ainda está muito desesperançada e não sem razão, mas, embora acontecendo tudo isso, ainda acho que a população entende que estamos em um país democrático e que é através do voto que podemos de fato transformar e construir aquilo que entendemos ser melhor para a nossa cidade”, concluiu o agora prefeito eleito para o terceiro mandato. (diarionline)

Comentários

comentários