Roubos a mão armada e sequestro são registrados nas últimas 12 horas na Capital

Foto: Reprodução

A violência em Campo Grande vem sendo registrada à cada dia em maior proporção, mas tem período, que esta alta aparece muito mais, como nas últimas 12 horas, que ocorreram diversas ações criminosas, em diferentes pontos da cidade. Além do prejuízo material, houve muita ameaça direta a vida das vitimas, com cerceamento da liberdade em sequestros e assaltos, que envolveu cerca de 10 pessoas, entre adultos e até crianças. Somente nesta reportagem, em levantamento do que foi registrado na polícia, descreveremos cinco casos ocorridos ou iniciados em bairros nobres ou mesmo de classe média e baixa, tendo caminhonete e comércio roubados, e outro veículo levado, mais que acabou destruído por fogo colocado.

O fato ‘mais recente’ já na manhã deste sábado (21), ocorreu com um jovem de 27 anos, que foi rendido às 6 horas, na Rua Euclides da Cunha, esquina com Avenida Ceará, região centro-norte da Capital. Ele foi pego por um homem armado, ficando ao menos uma hora refém, sendo deixado em estrada na saída para São Paulo. O bandido fugiu levando a caminhonete da vítima. Conforme B.O (Boletim de Ocorrência), a vitima estava entrando em sua Toyota Hilux, quando o homem com revólver calibre 38 o abordou. Apontando a arma, o bandido anunciou o assalto e mandou a vítima dirigir. Após andar por quase uma hora, o bandido ordenou ao jovem que fosse para a saída de São Paulo. Lá, em uma estrada de chão, próximo a uma transportadora, ordenou parar o veículo, fez o rapaz descer, roubou os pertences dele, assumiu a direção e fugiu.

Um homem que estava perto do local socorreu a vítima. Ainda segundo o B.O, no local onde o jovem foi abordado, na Rua Euclides da Cunha existem câmeras de segurança que podem auxiliar na identificação do autor.

Já em outro caso envolvendo veículos, um Gol branco foi encontrado incendiado no bairro Jockey Clube, região centro-sul, após ter sido furtado durante a madrugada deste sábado, em outro bairro. O dono do carro registrou na delegacia, que deixou o veículo estacionado em frente de casa, no bairro Vilas Boas. Hoje, ao acordar, percebeu que o Gol não estava no local e acionou a polícia. Antes de ser queimado, os ladrões roubaram os quatro pneus e os estepes. O veículo ficou completamente destruído.

Comércio e reféns

Criminosos assaltaram uma farmácia na noite desta sexta-feira (20), na Rua Albert Sabin, Vila Taveirópolis, região oeste de Campo Grande. Uma dupla armada obrigou as vítimas a entregarem dinheiro e celulares. Após o crime, a dupla fugiu, deixando seis pessoas trancadas no banheiro do comércio, sendo dois funcionários e quatro clientes, com um bebê e uma criança. O B.O aponta que o crime ocorreu por volta das 19 horas, com os indivíduos chegando a farmácia e anunciaram o assalto. Os dois eram morenos, um estava de camiseta rosa e outro de blusa vermelha.

 O caso foi registrado como roubo majorado pelo emprego de arma e restrição a liberdade da vítima. A quantia em dinheiro e número de celulares roubados, não foram divulgados.

Outro caso – Um jovem de 21 anos teve o carro roubado – também um Gol branco, por dois homens na Rua João Paulo I, Jardim Itamaracá, região extremo sul da Capital. Segundo boletim de ocorrência, no momento em que retirava o veículo da garagem, a vítima percebeu que dois homens passaram em frente a residência. Quando se deslocava para a casa da namorada, trafegando pela rua, foi abordado pelos ladrões.

Um deles rendeu o jovem e o mandou descer do carro e sair andando de costas. Quando desceu do veículo, o bandido deu um tiro na direção do rapaz, mas não o acertou. A dupla estava em um Gol branco semelhante ao encontrado incendiado. O jovem não conseguiu ver as placas do carro.

Comentários

comentários