Rose Modesto conta que investimento em infra-estrutura é solução para a saúde da capital

A vice-governadora de Mato Grosso do Sul e candidata à prefeitura de Campo Grande, Rose Modesto (PSDB), participou na manhã desta sexta-feira (14), do programa Tribuna Livre, da rádio Capital 95FM.

Rose Modesto, afirma que a área da saúde será uma das prioridades de sua gestão, a candidata acredita que o investimento em infra-estrutura melhorará as condições tanto para os médicos como para os pacientes.

“O que eu acredito para a saúde é a valorização de todos os setores, valorizando o servidor, dando condições para que ele trabalhe com mais dignidade para que o paciente seja melhor atendido. A atenção básica deve ser prioridade, para prevenir, depois é no posto de saúde com mais médicos, mais enfermeiros, e depois é na saúde de alto risco, com mais leitos de UTI”, destaca Rose.

A candidata do PSDB também citou o problema de falta de pediatras nas unidades de saúde da capital e afirmou que uma unidade específica para criança e melhores condições de trabalho para os pediatras resolveriam a situação.

“Ter uma upa da criança é possível, tem recursos federais pra gente trazer do Ministério da Saúde, mas para as upas que ja existem o que precisa fazer é melhorar as condições de trabalho para que esse profissional possa trabalhar com dignidade, ele tem que ter condições reais de poder atender esse paciente. Não é á toa que esse médico não esta disponível na rede, falta estrutura de trabalho”.

Para a educação, Rose Modesto afirma que a ineficiência do atual prefeito é fator principal na falta de escolas, ceinfs e má qualidade. Para ela, a falta de vaga nas creches municipais são o principal problema. “A questão mais Ceinfs é a mais sensível, Campo Grande está sofrendo muito com a ineficiência do prefeito, o problema de Campo Grande não é só a falta dinheiro, é a falta de eficiência. Como prefeita vou entregar primeiro essas obras que não foram entregues, tem Ceinf que está quase pronto desde 2012 e não foi entregue”, completa a candidata.

SEGUNDO TURNO

Rose lembrou do alto número de abstenções de votos no primeiro turno e pediu para que a população compareça as urnas no segundo. Segundo ela, neste segundo pleito, a sociedade pode analisar melhor e comparecer para votar.

“As abstenções são resultado do desgaste da classe política e nessa eleição a gente percebeu isso. Se a pessoa não vai no dia da eleição, outra pessoa escolhe por ela e agora no segundo truno eu penso que ficou melhor pro eleitor analisar o plano de governo de cada um”

Por fim, a candidata considerou que está preparada para governar a capital e que Campo Grande precisa de uma mudança e isto é garantido apenas pelo voto.

“Não estamos em uma aventura, temos a prioridade das pessoas, construímos esse plano de governo ouvindo as minorias e os setores sociais. Me espanta ver algumas alianças que fizeram, sem critério algum sem referência, o melhor caminho para uma mudança é indo lá e fazendo suas escolhas para não continuar tudo como está”, finalizou Rose Modesto.

 

Comentários

comentários