Rose é oficializada candidata do PSDB para “colocar modelo do Estado na Capital”

Rose
Rose faz seu discurso como candidata proclamada (Fotos: Lúcio Borges)

A vice-governadora Rose Modesto, no fim da manhã deste sábado (30), teve oficializada sua candidatura pelo PSDB, a prefeitura de Campo Grande nas eleições 2016. Com uma grande estrutura e modo americano, utilizado no processo dos Estados Unidos, os tucanos realizaram a convenção eleitoral que ratificou e apresentou oficialmente o nome da sigla, bem como o do candidato a vice, o empresário Claudio Mendonça. Ele vem de indicação do PR (Partido da Republica) em aliança da chapa, que também foi avalizada, como o Página Brazil havia adiantado, com outras seis legendas: PSB, PDT, SD, PRB, Pros e PSL. O encontro, com a presença do governador Reinaldo Azambuja e diversos políticos, frisou o mote da campanha que será “Juntos por CG, juntos por você. A mudança agora é Rose. A mudança de verdade”, ante também as criticas veladas, mas não menos contundentes a administração do prefeito Alcides Bernal (PP), que vai buscar a recondução ao Paço Municipal.

Rose, entrou em um primeiro momento, sozinha, mas de forma triunfal no palco ao centro do ginásio do Rádio Clube. Com a música da campanha, luzes, serpentina e fumaça brilhando, ela girou os quatro cantos da plataforma e iniciou com o emocional elevado. “Esse projeto é continuidade do que começamos em 2012 em Campo Grande, da nova política, de um novo modelo de fazer administração e política, vendo, andando e participando realmente da vida da cidade, nos bairros. Isto hoje, até serviu para outros candidatos. Mas, não levamos a então eleição, mais conquistamos o coração de Campo Grande, que depois veio com o resultado de elevar Reinaldo a governador. E agora queremos trazer em especial para nossa cidade, o modelo do que já estamos fazendo pela gestão do governo do Estado”, abriu o discurso a tucana candidata.

A agora candidata pontuou querer trazer ou fazer o que se falou nos últimos anos e o que falará e se ouvirá muito nesta campanha. “No governo do Estado, pudemos colocar em pratica o que falamos na eleição e está sendo encaminhado. E Campo Grande, sua prefeitura, precisa um projeto assim, consistente e vamos fazer a Capital a viver dias melhores. Vamos todos nós fazer, juntos, pois precisamos muito de todos para fazermos juntos. O momento é agora, Esta é a hora e temos que ir fazer. E vamos sonhar juntos, vamos caminhar juntos e realizar juntos, pois a construção do projeto e do município vem antes, durante e depois em um coletivo sempre, seja das instituições publicas -todas-, dasRose2 privadas, das associações e entidades de classe, do coletivo social, que faz ou deveria fazer parte de toda a sociedade, como ainda mais da administração pública”, pontou.

O discurso de Rose já veio na esteira das estratégias do PSDB nesta campanha, que será justamente destacar o apoio do governador à Rose, enfatizando que a boa relação entre os Executivos estadual e municipal é benéfica para a Capital. “A parceria com o governador será muito importante para Campo Grande, porque ele já provou que pode fazer muito pela cidade, nas áreas de segurança e saúde”, ressaltou Rinaldo Modesto, irmão de Rose, mas deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa.

Com força e rumo

O governador Reinaldo Azambuja destacou a mudança na política e o perfil de sua candidata. O chefe do Executivo, apesar de estar no evento como membro do partido, criticou bastante o prefeito Bernal, em meio ao clima partidário ou já iniciando os embates eleitoral, que deverão ocorrer no percurso da disputa. O novo modelo político, gestão compartilhada e mudança com responsabilidade foram alguns pontos defendidos pelo governador. “Este é o momento de uma causa. Não se trata de um projeto pessoal, mas coletivo. E este projeto tem um nome: Campo Grande. A política mudou, não existe mais espaço para aqueles que prometem, ganham a eleição, mas não sabem governar”, disparou o líder tucano.

GovAzambuja confirmou o discurso de Rose, de minutos antes, sobre a implantação do modelo político do Governo na Prefeitura. “A política mudou ou estamos mudando, não existe mais ser o dono da verdade e da coisa pública, como se está atualmente. Se colocou a Câmara, as instituições, tudo, o governo do Estado de um lado, de certa forma do mal, e a prefeitura de outro. A administração é pública, de todos, do cidadão, da população. Mas, vamos nessa eleição por a proposta que começou ainda em 2012, com o projeto ‘Pensando Campo Grande’ e queremos debater gestão e ação de quem vai fazer, se pode fazer e quanto mais, melhor, e, não ficar em embates que não interessam ao coletivo. Com Rose, vejo perfil para agregar e governar como deve ser, que é na partilha, dividindo responsabilidade com os ônus e bônus, é de conversar vendo o melhor caminho, que será apontado por ela ou qualquer um de Bem”, discursou o governador.

O deputado Mauricio Picarelli, também tucano, teve fala parecida ao do colega Rinaldo. “O projeto do PSDB é amplo e vai atender as carências da cidade”, disse completando ao ver o ginásio lotado, que Rose “tem tudo para ganhar” as eleições. “Este evento demonstra que ela vai chegar forte na campanha”, comentou.

Já o deputado federal Elizeu Dionizio, também destacou as qualidades da candidata. “Ela é agregadora, é a mais preparada para este momento da cidade”. Ele acredita que projetos para Campo Grande sairão do papel com mais facilidade com o respaldo do governo. “O atual prefeito cassado já mostrou o ‘seu trabalho’, outros grupos são mais do mesmo, ela vai trazer projeto de mudança de verdade”, avaliou.

Rose e seu vice

Rose apresentou e ratificou o empresário e mebmro do PR, como o vice (Fotos: Lúcio Borges)
Rose apresentou e ratificou o empresário e membro do PR, como o vice (Fotos: Lúcio Borges)

O impasse ou a espera pelo candidato a vice, também foi concluído hoje, com Rose apresentando Claudio Mendonça. Ela e o governador elogiaram o vice, que foi ex-diretor do Sebrae-MS, exaltando que “ele conhece gestão como ninguém e vai ajudar na administração direta, em especial, na geração de empregos”.

Mendonça, que é um técnico inciando na política partidária e de possível cargo, fez um discurso rápido, pontuando o que foi apresentado. “Estou trabalhando com a Rose e estarei preparado para ajudar na gestão de Campo Grande. O PR vem e venho para somar por parte de formar uma gestão diferente e de forma a que conhecemos e praticamos na profissão ou onde já atuamos”, disse o candidato a vice.

Comentários

comentários