Rosberg ‘marca’ Hamilton, chega em 2º e se torna o 33º campeão da F-1

Foram necessários 11 anos, 206 corridas e 23 vitórias na categoria para Nico Rosberg finalmente dizer: sou campeão mundial de Fórmula 1. Neste domingo, o alemão de 31 anos se tornou o 33º piloto diferente na história a conquistar o título da principal competição de automobilismo.

ESPN
ESPN

Igualou o feito de seu pai, Keke, em 1982, e esta é a segunda dupla de pai/filho campeã – a primeira tem Graham (1962 e 1968) e Damon Hill (1996).

No GP de Abu Dhabi, o 21º da temporada mais longa da F-1, Rosberg passou as 55 voltas “marcando” Lewis Hamilton, seu companheiro de Mercedes e único perseguidor na luta pelo campeonato.

O britânico – campeão em 2008, 2014 e 2015 – saiu da pole position e precisava que o alemão ficasse fora do pódio em Yas Marina.

E Hamilton não foi passivo. Ele tentou de tudo: à frente de todos, diminuiu o ritmo para fazer com que os carros de Ferrari e Red Bull se aproximassem de líder do Mundial, forçando o parceiro de Mercedes a segurar os ataques.

ESPN
ESPN

O britânico levou bronca de vários dos poderosos da equipe, que pediam a ele que acelerasse para evitar a dura situação do alemão.

Mas na última volta Hamilton, Rosberg, Sebastian Vettel e Max Verstappen estavam separados por menos de um segundo. Emoção até o final!

O britânico levou bronca de vários dos poderosos da equipe, que pediam a ele que acelerasse para evitar a dura situação do alemão.

Mas na última volta Hamilton, Rosberg, Sebastian Vettel e Max Verstappen estavam separados por menos de um segundo. Emoção até o final!

 

Comentários

comentários