Rodolfo Landim pede licença da presidência do Flamengo

Lancepress/JP

Rodolfo Landim é o presidente do Flamengo (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

Eleito presidente do Flamengo em dezembro de 2018 e estando no cargo desde 1º de janeiro, Rodolfo Landim pediu licença alegando uma “viagem particular”. Com isso, o mandatário não estará no comando do clube por 11 dias, iniciando na próxima segunda-feira e retornando no dia 16.

Neste período, quem assume é Antonio Alcides, o presidente do Conselho Deliberativo, uma vez que Rodrigo Dunshee de Abranches, vice-presidente geral e jurídico do clube da Gávea, também pediu licença – alegando o mesmo motivo de Landim – . A informação foi divulgada pelo jornalista Lauro Jardim.

O VP estará fora do clube por menos tempo, voltando à direção no dia 6.

As licenças de Landim e Dunshee acontecem em perídoos conturbados do Flamengo. O rubro-negro estreia na Libertadores nesta terça-feira, contra o San José (BOL), e, pórixmo sábado, enfrenta o Vasco pelo Estadual. Além disso, o clube está envolvido na questão do Ninho do Urubu, o qual foi atingido por um incêndio em 8 de fevereiro, vitimando dez atletas, e precisa ser regularizado.

Comentários