Robinho faz novo golaço, e Palmeiras vence o Choque-Rei no Pacaembu

À espera de Cuca, que chega na segunda, Verdão não teve grande atuação, mas foi efetivo ao marcar com o camisa 27 e Dudu no triunfo por 2 a 0. Mistão tricolor foi organizado, mas não definiu quando esteve melhor

Em 2015, Robinho especializou-se em marcar golaços no São Paulo ao acertar dois belos chutes de cobertura em Rogério Ceni. O ídolo tricolor já se aposentou, mas o camisa 27 do Palmeiras mais uma vez brilhou no Choque-Rei: em um lindo tiro de perna esquerda, acertou o ângulo de Denis e decretou a vitória alviverde por 2 a 0 no Pacaembu – Dudu fez o primeiro.

Dudu e Robinho foram os heróis palmeirenses no Choque-Rei (Foto: Luis Moura/WPP/Lancepress!)
Dudu e Robinho foram os heróis palmeirenses no Choque-Rei (Foto: Luis Moura/WPP/Lancepress!)

Apesar do placar, a atuação do time, que a partir desta segunda-feira terá Cuca no comando, não foi tão boa. O Tricolor, recheado de reservas, foi superior em parte dos dois tempos no estádio municipal, mas só acertou o gol em tiros fáceis para Fernando Prass. Na sua melhor chance, o time do Morumbi balançou a rede com João Schimidt, lance anulado por impedimento bastante discutível.

Os palmeirenses, também, tiveram motivos para reclamar do trio de arbitragem. Dudu saiu cara a cara com Denis e marcou por cobertura, mas também teve o impedimento, duvidoso, assinalado.

Diante de um público modesto no estádio municipal, o São Paulo de Bauza mostrou-se mais organizado, paciente para rodar a bola e incomodar especialmente o lado direito do Verdão. Enquanto isso, Valentim mostrava-se agitado no banco, gesticulando e reclamando a cada jogada errada na saída de bola alviverde.

O interino alviverde, que na sexta havia dito que precisava corrigir “um pouco de tudo” no Verdão, colocou Dracena, Matheus Sales, Arouca, Allione no time. Mas a decisão mais chamativa foi tirar Dudu da armação e recolocá-lo aberto no ataque. Apagado durante boa parte do jogo, o camisa 7 começou a definir o clássico ao entrar como centroavante na área depois de um bom cruzamento de Alecsandro para encher o pé e abrir o placar. Um castigo para o São Paulo, que não soube definir quando jogou melhor.

Agora, o Verdão chega ao quarto Choque-Rei invicto – são três vitórias e um empate. O Palmeiras volta a liderar o grupo B do Paulista, e o São Paulo é o segundo no grupo C. O que importa, porém, é Libertadores. Na quarta, o Tricolor, e na quinta, o Alviverde, de técnico novo.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 2 PALMEIRAS

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
DataHora: 13/3/2016 – 11h (horário de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Carlos Augusto Nogueira Júnior
Público/Renda: 13.466 pagantes / R$ 495.978,00
Cartões amarelos: Hudson, Maicon, Caramelo e João Schmidt (SAO) Edu Dracena, Matheus Sales e Dudu (PAL)
Gols: Dudu 29′ 2ºT (0-1), Robinho 41′ 2ºT (0-2)

SÃO PAULO: Denis; Mateus Caramelo, Rodrigo Caio, Maicon e Carlinhos; Hudson, João Schmidt e Daniel (Ganso 15′ 2ºT); Michel Bastos, Rogério (Centurión 26′ 2ºT) e Alan Kardec (Calleri 15′ 2ºT). Técnico: Edgardo Bauza

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas (João Pedro – intervalo), Edu Dracena (Thiago Martins 20′ 2ºT), Vitor Hugo e Zé Roberto; Matheus Sales, Arouca, Robinho e Allione; Dudu (Gabriel Jesus 34′ 2ºT) e Alecsandro. Técnico: Alberto Valentim. (Lancenet)

Comentários

comentários