River sai na frente e abre vantagem sobre o Lanús na semifinal

Globo Esporte/JN

Em jogo de poucas chances de gol no Monumental de Núnez, River marca aos 36 minutos da segunda etapa

O River Plate tem a vantagem do empate para o segundo jogo da semifinal da Libertadores. Na noite desta terça-feira, numa partida escassa em chances de gol no Monumental de Núnez, os Millonarios venceram o Lanús por 1 a 0, o gol solitário marcado pelo atacante Scocco aos 36 minutos do segundo tempo. Foi o primeiro jogo da história da competição com árbitro de vídeo à disposição – embora ele não tenha precisado entrar em ação.

Jogadores do River comemoram único gol do jogo (Foto: )

Empurrado por sua imensa torcida, que fez uma linda festa no Estádio Monumental, o River Plate foi o dono da partida. Não que a superioridade tenha sido absoluta, mas a equipe, ao menos, teve as melhores chances. O zagueiro Pinola, por exemplo, acertou o pé da trave do goleiro Andrada no segundo tempo. O Lanús assustou pouco. Aparecia no ataque vez ou outra com Alejandro Silva e Acosta, mas nenhum deles conseguia servir José Sand, o homem dos gols. Até que, aos 36 minutos, Martínez arriscou o chute, Andrada deu rebote, e o artilheiro Scocco botou para dentro. Vitória que dá ao River a vantagem no empate na volta.

Pela primeira vez na história da Libertadores, uma partida teve a tecnologia do árbitro de vídeo à disposição. E quem esteve no comando nesta terça foi um brasileiro: Sandro Meira Ricci. No entanto, a arbitragem de Wilton Pereira Sampaio (outro brasileiro) não precisou pedir a ajuda do VAR em nenhum lance. O mais duvidoso talvez tenha sido aos 46 minutos do segundo tempo, quando Scocco caiu na área pedindo pênalti. Mas Wilton mandou o jogo seguir corretamente.

JOGO DE VOLTA

A segunda partida entre Lanús e River Plate acontece na próxima terça-feira, às 23h15 (de Brasília), no Estádio Cidade de Lanús, também em Buenos Aires.

 

 

Comentários

comentários