Rinaldo defende transparência da AL: "MS tem menor verba indenizatória do país"

Em entrevista ao Página Brazil, o líder do governo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado Rinaldo Modesto (PSDB), explicou que os gastos com verbas indenizatórias dos deputados de Mato Grosso do Sul estão dentro dos percentuais legais de 75% dos rendimentos de um deputado federal.

Deputado Professor Rinaldo Foto Silvio Ferreira
Deputado Professor Rinaldo Foto Silvio Ferreira

Questionado sobre as dúvidas geradas sobre a destinação das verbas indenizatórias dos 24 deputados estaduais – disponíveis para consulta no Portal da Transparência da Casa – que somente com combustíveis e lubrificantes gastaram R$ 497.113,79 nos cinco primeiros meses do ano, o deputado afirmou: “os gastos dos deputados estaduais com verbas indenizatórias, por determinação legal, podem chegar a 75% das de um deputado federal. Com combustíveis, esses gastos podem chegar a 30%, o que não significa que os gastos nesse sentido devam chegar a isso”.

Rinaldo defendeu ainda que “nenhum deputado é ressarcido sem a apresentação e análise das notas fiscais e esses documentos estão disponíveis para consulta, mas se houver algum parlamentar cometendo alguma irregularidade, isso deve ser investigado e punido”, defendeu.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários