Revoltados com o governo, jovens são flagrados derrubando radar em avenida

Revolta e indignação contra o governo. Estas foram às palavras descritas por dois jovens que foram flagrados na madrugada deste domingo (07) tentando derrubar um radar instalado na Avenida Ranulpho Marques Leal (BR-262), quase esquina com a Avenida Capitão Olinto Mancini no bairro Jardim Alvorada em Três Lagoas.

Conforme o boletim de ocorrência da Polícia Militar registrado às 04h10min, pessoas que passavam pela avenida perceberam que a dupla estava sentada ao lado do poste do equipamento e por achar a atitude um pouco estranha, comunicaram o fato ao telefone de emergência 190 que de imediato, enviou uma equipe da Rádio Patrulha ao local para verificar a situação.

Chegando ao endereço informado, a equipe policial pegou em flagrante os jovens P.H.M.S de 20 anos, estudante e L.E.O.F de 19 anos, auxiliar de farmácia, praticando o dano ao patrimônio público.

Com eles, a polícia encontrou um serra que estava sendo usada para cortar o poste de metal, que já estava prestes a cair na avenida.

O dano não foi concretizado devido à rápida chegada da polícia. Quantos ao motivos em que levaram a tal ato, o jovem de 19 anos disse que já estava cansado em ver tantos impostos e devido sua revolta com o governo, resolveu juntamente com o amigo em derrubar o radar, principalmente porque havia sido furtado naquele local há 15 dias. Ao deixarem uma festa de casamento, eles resolveram praticar o dano ao patrimônio público.

Foto TL Noticias
Foto TL Noticias

“Eu estou revoltado porque estava com a moto de um amigo emprestada e conforme o que eu aprendi na autoescola, rodovias na área urbana têm a velocidade de tráfego permitida em até 70 Km/h e acabei sendo multado por ter passado nesta velocidade nesse ponto que possui uma velocidade tolerada de 40 km/h. Isto é uma roubalheira”, explicou o jovem.

Diante o flagrante, a dupla foi levada para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (DEPAC) e após serem ouvidos, serão liberados para responder pelo crime de dano em liberdade. Ambos os jovens não possuíam até o momento nenhuma passagem policial.

Comentários

comentários