Reunião hoje pode pôr fim em greve de professores da rede municipal

Presidente do Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública (ACP), Geraldo Gonçalves. (Foto: Paulo Francis/ Arquivo).
Presidente do Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública (ACP), Geraldo Gonçalves. (Foto: Paulo Francis/ Arquivo).

O presidente do Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública (ACP), Geraldo Gonçalves, disse nesta manhã ao Pagina Brazil que vai confiante para a reunião com o Wilson do Prado, titular da Secretaria Municipal de Administração (Semad), marcada para às 14 horas desta segunda-feira (8). “Espero que na proposta do executivo traga posicionamento concreto para cumprimento da lei federal que equipara os salários ao piso nacional por jornada de 20 horas. O percentual cobrado é de 13,01%”, afirmou.

Segundo Gonçalves esta proposta foi enviado por meio de oficio pela categoria no dia 10 março e ainda não houve resposta. ” Vamos ouvir a proposta de hoje e levá-la para profissionais avaliarem os termos do acordo em assembleia amanhã(09), a partir das 8h, na sede do sindicato”, informou. Atualmente o piso salarial para 20 horas semanais é de R$ 1.697,00 com o reajuste o valor sobe para R$ 1.917,00. O presidente do

ACP destaca que a negociação pode colocar fim à greve que teve início no último dia 25. A Reme conta com 96 escolas que atendem a 101 mil alunos. Ao todo são 8 mil professores, sendo 2.334 contratados e os demais concursados. Depois que as negociações forem encerradas a categoria e o chefe da Semed devem se reunir para discutir a reposição das aulas.

Paulo Francis com Jackson Nogueira

Comentários

comentários