Reunião entre Bernal e comissionados de Olarte termina em confusão

A reunião entre um grupo formado por ex-comissionados da gestão de Gilmar Olarte e o atual prefeito Alcides Bernal, do PP, terminou em confusão dentro do Plenário do Paço Municipal, em Campo Grande.

Alguns dos participantes, após discutirem com o prefeito por conta da gravação, deixaram o gabinete no Paço Municipal
Alguns dos participantes, após discutirem com o prefeito por conta da gravação, deixaram o gabinete no Paço Municipal

Durante o tumulto, Bernal ameaçou retirar alguns desafetos que estavam presente na reunião, que aconteceu na manhã desta sexta-feira (20). Os comissionados alegam que, após serem demitidos por Bernal, ainda não receberam o acerto.

O prefeito começou a reunião falando para os comissionados exonerados sobre a situação que recebeu a prefeitura. “Parece obra do acaso, mas não é”. Bernal falou, ainda, sobre o temporal que atingiu a cidade e o fato de vários bairros estarem sem luz.

Quando começava a falar sobre as equipes da Defesa Civil que estavam percorrendo a Capital, Bernal percebeu que um dos participantes teria tentado registrar o encontro com um celular. O prefeito se revoltou e a confusão foi iniciada.

“Quem tiver disposto a conversar pode ficar, quem não tiver disposto pode sair, ou você quer que eu tire você”, disse Bernal em tom ameaçador.

A confusão terminou com os comissionados colocados para fora do prédio e prometendo procurar a delegacia para registrar um boletim de ocorrência.

O encontro marcado hoje, ocorreu após os vereadores da Câmara Municipal terem pressionado o vereador Cazuza, do PP, para que agendasse a reunião. Os comissionados foram ontem (19), na sessão ordinária na Casa de Leis, pedir a intervenção dos vereadores para que ajudassem receber o 13º salário e a férias proporcionais que não foram pagos pela prefeitura aos servidores não efetivos. O valor devido é de R$ 500 mil para mil servidores comissionados.

Comentários

comentários