Representantes do MS brilham em seletivas de Jiu-Jitsu e Judô

Lúcio Borges

Os atletas sul-mato-grossenses vêm se destacando nacionalmente nas artes marciais já a algum tempo e nesta semana conseguiram mais um feito e brilharam em seletivas de Jiu-Jitsu e Judô. Os representantes de Mato Grosso do Sul foram o atleta Delphi Yamber, no Jitsu, e no Judô é a equipe no Paralímpico, que também trouxeram para casa vários títulos.

O Judô Paralímpico voltaram para casa com os vários títulos por meio da equipe do ISMAC, que participou em São Paulo da Copa Antônio Tenório e do Grand Prix INFRAERO de Judô para cegos, voltado para crianças e iniciantes na modalidade. Os atletas garantiram oito medalhas na Copa, sendo quatro de ouro, três de prata e uma de bronze e três medalhas no Grand Prix, uma medalha de ouro, uma de prata e uma de bronze.

“Estamos muito felizes com as conquistas, os atletas estão de parabéns, agradecemos também o Governo do Estado e da Fundesporte pelo apoio de sempre e nesta viagem até SP”, comentou a técnica de Judô, Talitha Silva.

Já o atleta Delphi Yamber venceu a 2º Etapa do Campeonato Estadual de Jiu-Jitsu (categoria 69 Kg) e garantiu a medalha de bronze no absoluto, lutando com desportistas de várias faixas de peso. O evento realizado em Campo Grande reuniu vários desportistas na busca por pontos para o ranking estadual. O atleta ainda revelou que a grande chave para o sucesso é não desistir do sonho. “Meu grande objetivo era ser campeão brasileiro, fazia 3 anos que estava tentando e a recompensa pelo esforço e a persistência de não ter desistido vieram, estou muito feliz e continuo me preparando para os próximos desafios”.

Falando

Em visita à Fundesporte, Delphi contou um pouco sobre sua trajetória no esporte e agradeceu o apoio que tem recebido do Governo do Estado: “Eu comecei a quatro anos no esporte e graças a Deus, a minha família e ao apoio que recebo com o bolsa-atleta, consegui participar e conquistei vários campeonatos, só no ano passado, venci o Campeonato Brasileiro no Rio de Janeiro, o Open Internacional em Belo Horizonte e o Floripa Fall Internacional em Santa Catarina”, destacou.

“Delphi já coleciona mais de 80 medalhas na carreira sendo que 50% delas são de ouro”, comentou Elias Lopes, orgulhoso com a trajetória do filho.

* Com informações Fundesporte

Comentários