Renato pede maior investimento para ficar no Grêmio

Globoesporte.com/JP

A permanência de Renato Gaúcho no Grêmio ainda não está definida. Havia uma indicação de encaminhamento, mas o treinador mandou um recado mais contundente após a derrota para o Flamengo, neste domingo. Em entrevista coletiva na Arena, o comandante pediu um investimento maior do Grêmio em 2020. E disse que a obrigação gremista é sempre “brigar lá em cima”.

“Digamos que não vamos abrir o cinto como um Flamengo e Palmeiras, mas se eu ficar, não vai se fechar muito, não. Se fechar muito, pode contratar outro treinador. Não vou brigar lá atrás, nasci para ser vencedor” (Renato Gaúcho)

Durante a entrevista, Renato inclusive chegou a dizer que ia “ficar com saudade” dos repórteres, sorrindo. Recentemente, o presidente gremista concedeu entrevista para a Rádio Globo e admitiu que o Grêmio não tem muita margem para fazer investimentos e contratar jogadores no próximo ano.

– Sobre minha permanência ou não, não vou falar. O Grêmio sempre teve pés no chão. Mas do jeito que uma ou outra pessoa vem falando, o cinto não vai fechar não. A não ser que alguém fale, mas eu vou falar: não cobrem nada. Isso é Grêmio, é clube grande. Respeito todo mundo. Tenho trocado ideias com o presidente. Digamos que não vamos abrir o cinto como um Flamengo e Palmeiras, mas se eu ficar, não vai se fechar muito, não. Se fechar muito, pode contratar outro treinador. Não vou brigar lá atrás, nasci para ser vencedor – discursou Renato na última pergunta da entrevista.

Renato Gaúcho, técnico do Grêmio — Foto: Eduardo Moura
Renato Gaúcho, técnico do Grêmio (Foto: Eduardo Moura)

Questionado sobre as declarações de Renato, o vice de futebol Duda Kroeff ressaltou a necessidade de manter as finanças do clube em dia. Por outro lado, admitiu que o Tricolor precisa de “ousadia”.

– Quando se tem um equilíbrio financeiro, a qualquer momento você pode fazer um bom time, investir e ganhar uma competição importante. O grande lance é acertar a medida exata. O Grêmio, como disse o Renato, é grande. Não pode se apequenar demais em termos de investimentos. Tem que ter uma certa ousadia – responde o dirigente.

Romildo Bolzan e Renato já conversam informalmente sobre a sequência do trabalho. Pelos dois lados, há o interesse de manutenção para 2020. Segundo o GloboEsporte.com, há inclusive o entendimento de que não há muitos caminhos para o treinador seguir, no momento, fora do Grêmio. As negociações formais, com a presença do empresário do treinador, Gerson Oldenburg, são o próximo passo e devem acontecer na sequência.

Comentários