Reinaldo rebate Giroto: “é melhor ser inerte e moroso do que ser alvo de investigações”

Foto Kerolyn Araújo
Foto Kerolyn Araújo

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), aproveitou a sua fala durante a cerimônia de inauguração da UEMS, para rebater as críticas de um ex-integrante do governo André Puccinelli (PMDB), de que o atual governo seria “inerte e moroso”.

Na semana passada Giroto usou o Facebook para tecer críticas à Prefeitura de Campo Grande e ao Executivo Estadual, dizendo que se ele estivesse no poder público, as gestões seriam menos conturbadas e mais céleres.

De acordo com Azambuja, um “governo inerte e moroso não entrega 192 obras que eles deixaram para trás”.

Apesar da resposta em tom irônico, o governador fez questão de frisar que “o relacionamento com o PMDB é positivo e a crítica que fez questão de rebater, veio de uma pessoa isoladamente, uma pessoa que está sobre investigação na operação Lama Asfáltica”.

Para finalizar, Azambuja ironizou: “É melhor ser moroso e prudente, do que depois ter que ser alvo de investigações por irregularidades”.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários