Reinaldo promete ampliar alianças para 2º turno

Com 44,61% dos votos, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirma que parte em busca de aliados e que o segundo turno é uma nova eleição. No comitê de campanha, no Jardim Leblon, em Campo Grande, ele agradeceu os eleitores e voltou a defender o legado da sua administração.

‘Agora é um contra um e a população vai avaliar as ideias’, afirmou o governador

“Vencer no primeiro turno seria bom, mas estou contente com o resultado”, disse ele que, no primeiro turno, contou com alianças que envolveram 14 partidos, um deles o PSL do candidato a presidência, Jair Bolsonaro.

“Agora somos dois candidatos, um contra um, e a população vai avaliar as ideias e ver quem tem competência para governar”, disse Azambuja no comitê de campanha do PSDB.

O governador afirmou que deve conversar com partidos, como o MDB, por exemplo, como tentativa de firmar pactos neste segundo turno.

“Agora é uma nova eleição e o MDB sempre foi nosso aliado, mas tinha lançado candidato. Vamos conversar com eles”, disse Azambuja.

Agora, o confronto é direito com o juiz Odilon Oliveira (PDT). “É um contra um, com suas ideias, propostas e visões”, afirma. Reinaldo destacou o número de deputados estaduais eleitos e senadores pela coligação. O segundo turno será disputado no dia 28 de outubro.

Comentários