Reinaldo disse que vai trocar parte do secretariado no Estado

Reeleito para o segundo mandato como governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), disse na manhã desta terça-feira (30),que não deve manter todos os secretários que compõem o primeiro escalão de sua gestão.

Secretários serão avaliados com base em contratos de gestão, afirma Reinaldo

De acordo com o tucano, todas as secretarias, fundações e autarquias vão passar por uma avaliação e para analisar quais tiveram o melhor desempenho e não conseguiram cumprir as metas e porquê.

“Temos bons quadros que disputaram as eleições, mas que tem perfil administrativo, que podem compor governo. Vamos analisar pelo critério da competência, não é critério político”, afirmou o tucano.

O governador ressaltou que é grato a equipe que compôs junto a ele os primeiros anos como Executivo estadual. “Nós somos muito gratos a toda equipe, mas vamos ter que compor um governo, com algumas mudanças e essas mudanças vão ocorrer a partir de primeiro de janeiro. Vamos analisar, não paramos ainda para analisar”, disse justificando sobre quem deveria sair e quem deve ficar na gestão.

O governador ainda destacou que sua chapa conseguiu eleger 17 dos 24 deputados estaduais eleitos para a próxima legislatura da Assembleia Legislativa, 6 dos 8 novos deputados federais e um senador, Nelsinho Trad (PTB).

“Quem tem competência para trabalhar por Mato Grosso do Sul virá compor como parte da nossa equipe pelos próximos quatro anos”, finalizou Reinaldo.

Comentários