Região Norte com sete Estados terá 6 disputas em segundo turno

Lúcio Borges

A região Norte do País com sete Estados, definiu apenas um governador neste primeiro turno deste domingo (7). A maior parte terá segundo turno entre nomes poucos conhecidos e partidos pequenos. O Pará é a maior unidade da federação, onde também o nome de ‘velho’ politico quase levou hoje, mas irá para segunda etapa.

O Pará terá próxima escolha entre Helder Barbalho (MDB), que alcançou 47,8% contra Marcio Miranda (DEM), que chegou a 30,2%. A apuração já esta quase no fim com 97% da urnas abertas.

Em Rondônia, com 98% do resultado, Expedido Junior (PSDB) obteve 31,67% ante Cel Marcos Rocha (PSL) com 24,03%.

Já no extremo norte, em Roraima, se chegou a 82% da urnas, com Antonio Denarium (PSL) marcando 42,23% e Anchieta (PSDB) com 38,18%.

O Acre a disputa pode acabar ainda hoje, pois até as 20 horas (horário de MS), com Gladson Cameli (PP), 53% contra Marcus Alexandre (PT) com 35%.

O maior estado o Amazonas, também volta as urnas no final de outubro, na disputa entre Wilson Lima (PSC), que obteve 34,04% contra Amazonino Mendes (PDT) com 32,4%, que já foi governador por duas vezes. As urnas já chegaram a 98% do índice apurado.

Amapá, já terminou com 100% de apuração com quase definindo o turno, mas Waldez (PDT) obteve 48% contra DAVI (DEM) com 33,97%.

Único que acabou

O estado do Tocantins foi o único que encerrou a eleição ao Executivo estadual na região. Mauro Carlesse (PHS) foi eleito com 57,3% contra 31,21% dados a Carlos Amastha (PSB).

 

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui