Recurso de Puccinelli no TRF3 será julgado na próxima semana

O habeas corpus do ex-governador André Puccinelli (MDB), no Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), será julgado após 45 dias da prisão do mesmo. Puccinelli foi preso no dia 20 de julho em decorrência do desdobramento da Operação Lama Asfáltica.

Conforme consta no sistema do TRF3, “intimem-se os impetrantes que o writ será levado em mesa na sessão de julgamento da Quinta Turma do dia 03 de setembro de 2018”.

Além do ex-governador, foram presos na mesma data o filho dele, André Puccinelli Júnior e o advogado sócio do Instituto Ícones, João Paulo Calves.

O advogado de defesa de Calves, André Borges, disse que caso o recurso que tramita no TRF3 não seja aceito a defesa deve buscar novamente o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e caso tenha nova negativa, o Supremo Tribunal Federal (STF).

Mesmo não sendo advogado de Puccinelli e de Junior, o mesmo recurso usado para Calves representa pai e filho, ambos são representados por Renê Siufi.

O trio já teve o recurso negado pelo TRF3 durante o plantão, no dia 23 de julho, pelo desembargador Mauricio Kato.

A defesa pediu para o relator desembargador Paulo Fontes reconsiderar, mas o mesmo se negou e deixou a decisão para a turma. Outro HC negado pela Justiça foi no STJ, também durante o plantão e posteriormente não reconhecido pela relator. Os advogados do trio desistiram do recurso no STF.

Comentários